Associação dos Gestores Governamentais do Estado da Bahia
30/07/2015 Entretenimento

Angela Cheirosa, uma Flor de Lótus

A arte para todo sempre se reinventa, em cada parte, em cada momento, em cada forma… 

Cabe ao artista se descobrir em sua particularidade, levando ao espectador a sua verdade, a sua mensagem, a sua personalidade. Natural de Caldeias, a coreógrafa e dançarina Ângela Cheirosa, 41 anos, reside em Camaçari há 35 anos. Nos últimos 8 anos ela tem mostrado uma nova forma de autoestima com a dança do ventre, lançando nesta modalidade uma mistura rítmica que vai da ancestralidade a contemporaneidade, encantando os olhares do seu público.

Foto: Fernanda Maia

Com simpatia e autenticidade, Cheirosa quebra os estereótipos de forma simples e com muito brilho. Vai além do recado. “O dia que me aceitei exatamente do jeito que sou, todo mundo foi obrigado a fazer o mesmo”, afirma.

Toda esta maestria vai além dos palcos, invadem as ruas, eventos e redes sociais, demonstrando a essência nata de uma artista completa.

A sensibilidade de seu gingado reflete em suas aulas ministradas gratuitamente no Projeto Flor de Lótus, o qual é idealizadora e mantenedora. Iniciativa que visa proporcionar cidadania as mulheres das comunidades.

Foto: Fernanda Maia

Além desse projeto, ministra aula em diversas academias e escolas de dança das cidades de Camaçari e Dias D’Ávila, os resultados obtidos deram origem a um festival anual onde reúne todas as alunas e diversos convidados. Este ano, o espetáculo acontecerá em novembro e recebe o nome de “Uma noite no Oriente”.

Angela Cheirosa é formada em Administração com Finanças e Letras Vernáculas, pós-graduada em Estudo da Cultura Afro-brasileira e Logística Integrada, além de diversos cursos de aprimoramento e aperfeiçoamento em metodologia do ensino da dança do ventre.

Fonte: Bahia na Lupa